quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Diz que têm formação superior...


Estou eu aqui sossegada na minha linda loja quando um rapaz, envergando o seu traje preto de estudante, começa aos gritos no meio da rua a dizer "E o que é que você tem a ver com isso?! Velha estúpida, vá-se f*oder, vá pró raio que a parta!", um chorrilho de ofensas e bons modos.
Ao longe ouço duas senhoras a falar para ele a dizer "Malcriado, é pra isso que andam a estudar, a dizer asneiras pela rua a fora, a tratar mal as pessoas, todos bêbedos numa rua durante a tarde, e uma pessoa diz-lhes "Pra quê tantas asneiras?" e é tratada assim!". E ele continuava "Vá-se f*der, vá embora, o que é que tem a ver com isso?!", a avançar para cima da mulher, aos gritos.

Juro, uma das senhoras estava em estado de choque a olhar para ele, com cara de quem está a pensar este puto não me está a tratar assim... E o palerma lá continuou aos gritos, enquanto a senhora lhe perguntava se a mãe dele o tinha ensinado a falar assim, só porque alguém o criticou por estar a gritar asneirada em plena rua, durante a tarde.

Diz que têm formação superior... e diz que são estudantes da universidade... eu digo que são uns merdas, uns malcriadões, com a mania que são gente importante e inteligente por andarem na faculdade. Entrar na faculdade qualquer um entra! Sair é mais complicado, mas isso são outras histórias... Agora educação filhote, é coisa que não tens. Nem superior, nem média nem inferior. Ponto.

Daqui te fala alguém com educação superior. Das duas variantes.

6 comentários:

Sabor Adocicado* disse...

Por acaso já estive numa situação em que um casal de meia idade estava indignado por estarmos a cantar, na rua, músicas de praxe com asneiras pelo meio... No entanto, o casal reclamou mas os praxistas foram muito educados com eles porque sabem ver os dois lados da questão...

ML disse...

Que deprimente! Que tremenda falta de educação, de ética, de civismo, de tudo... :(

Caixa disse...

Sabor, eu também fui estudante e sei como as coisas são. Mas, se se ouve um comentário desse género, ou se ignora (porque de facto está-se a dizer asneirada e não é bonito andar a gritá-lo no meio da rua), ou se responde educadamente. Nada do que eu vi... foi surreal!

GATA disse...

Atenção: educação e instrução são coisas diferentes.

No caso do jovem, até poderá vir a ter instrução, porque a dita é comprada, mas educação... nem com todo o dinheiro do mundo!

Mas se ouvir asneiras vindas de um homem é mau, vindas de uma mulher é muito pior! Há dias ouvi uma 'senhora', só porque foi empurrada à saída do metro (porque não se desviou quando lhe pediram licença!), dizer "ai o c***lho!!!" em plemos pulmões às 8 da manhã... lindo!

Ana Sá disse...

Gata, há gente assim! Eu também digo asneiras, mas quando estou em casa, com amigos ou assim... não ando a dizê-lo no meio da rua e muito menos a quem não conheço! Enfim!

Cláudia disse...

é triste estes pseudo-doutores e engenheiros que o país anda a criar. Foi pena não aparecer alguém suficientemente conhecedor do tipo de material que essa gente é feita para os porem no devido lugar a que pertencem.