domingo, 20 de setembro de 2009

Cheiros...


Dos nossos cinco sentidos, o olfacto - vulgo cheiro - é a sensação de que mais gosto. Podemos ver, ouvir, tocar e saborear, mas nada sabe melhor do que inspirar profundamente cheiros de que se gosta. Às vezes são tão profundos que parece que os podemos saborear (quem é que nunca disse "X coisa sabe a mijo"? Eu já disse, e não bebo propriamente disso ao pequeno-almoço!).
Há cheiros que sempre adorei; outros o tempo e as experiências da vida encarregaram-se de me fazer gostar deles.
Adoro o cheiro do café em grão, sempre gostei. Lembra-me pequenos almoços daqueles com sumo natural de laranja (docinho!), croissants, queijo, fiambre e ovos mexidos!
Adoro o cheiro da lasanha caseira no forno, e gosto ainda mais do seu cheiro no prato.
Adoro o cheiro do champô Pantene. Gosto de me deitar na almofada e snifar o meu próprio cabelo, e gosto porque sempre que o ponho no cabelo no banho me lembro que o cabelo de uma das minhas melhores amigas cheira igual.
Adoro o cheiro a after-shave, quase todos... Com um bom after-shave na cara, nem é preciso pôr perfume!
Adoro o cheiro a pão acabado de sair num café, e de bolos quentinhos.
Adoro mãos que cheiram a creme.
Amo o cheiro de castanhas assadas, na brasa ou no forno, porque gosto tanto de castanhas que as devoro enquanto o diabo esfrega um olho.
Adoro o cheiro da lareira, lembra-me o Natal.

E outros tantos... Daqueles que nos fazem soltar um suspiro quando os cheiramos! Shnif, shnif, shnif!

5 comentários:

Patrícia disse...

Bem, cheiro a lareira e a castanhas amoooooo. lol

co2 disse...

É pena que esse sentido (o olfacto) não venha equipado com um interruptor que se pudesse no WC.
Mas depois o que seria dos fabricantes de desodorizante de ambiente?

co2 disse...

que se pudesse desligar.
Ai esta cabeça!

Lia disse...

e o cheiro das primeiras chuvas de outono?

Ana disse...

:) Nham, nham...