segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Os circos


Desde pequena que não gosto de circos. Com todo o respeito pelas pessoas que lá trabalham, não gosto do Circo e ponto. Até acho graça a um ou outro número (como contorcionismo, números de corda e afins), mas detesto palhaços. Nunca achei piada nenhuma aos palhaços, nem quando tinha 5 anos, muito menos agora. Até me assustam um bocado.

O Verão é a época alta dos circos. É vê-los pupular na cidade, abancando nos terrenos baldios. É ver os anúncios a prometer números com lobos (what?), tubarões (what?), focas (what?) e até ursos (what?). Detesto que haja este aproveitamento dos animais, só para que o público ache gracinha. Não é preciso ser muito esperto para concluir que leões, lobos, ursos, vacas a viver em jaulas, constantemente a andar de carro de um lado para o outro, não são animais livres nem felizes, nem aqui nem na China. Também não é preciso ser muito inteligente para concluir que estes animais são treinados com chapas de zinco a ferver para darem o saltinho no momento em que devem.

Resumindo e concluindo, se querem continuar com o circo - ao qual não acho graça nenhuma -, metam só humanos. Os animais não devem ser usados e abusados para divertimento alheio.

9 comentários:

*S* disse...

Também nunca achei piadinha nenhuma ao circo!!
Beijinho

Dark angel disse...

Eh pá, devias ver o que anda por estes lados... há um no Parque da Cidade da Póvoa que é megalómano, cheio de bandeirinhas de Portugal por todo o lado...

Sílvia disse...

Sou tal como tu, não suporto circo. Só se for alguma coisa do género circo du soleil que é só com humanos..

marta, a menina do blog disse...

Só teria graça se os animais se divertissem. Ali, eles sofrem. Circos, touradas, exposições de raças, são tudo formas simpáticas e coloridas que as pessoas usam para desrespeitar um bocadinho os outros seres.

Fresco e Fofo disse...

Com ou sem animais, por mim podem acabar.
São uma seca. Vá, tirando a gaja a fazer contorcionismo que me faz imaginar cenas sexuais de partir (ou torcer) a moca, o resto podia acabar mesmo eheheh.

Ana disse...

Dark Angel, eu vi ontem! Ontem fui à Póvoa e é lá que tem o circo com lobos e ursos (é esse mesmo). Aproveita a oportunidade! lol

Ana Sousa disse...

Circo sem animais s.f.f. Para mim o circo faz sentido se demonstrar os limites do corpo humano, o que nada tem a ver com "aberrações", limites no sentido de combinar a vertente atlética com a artística, para ver pessoas fazerem coisas quem eu nem imagino serem "humanamente" possíveis.

Dark angel disse...

Obrigadinha, mas dispenso... LOL

Ana disse...

Ana Sousa, é mesmo isso. :)