quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Trabalho insistente

Talvez por culpa desta crise instalada no nosso país, nota-se imensa insistência por parte dos vendedores dos mais diversos produtos e serviços. Por exemplo, na minha loja faço vários envios diários por uma transportadora privada, antes trabalhava com os CTT mas estava insatisfeita, davam-me cabo de tudo... agora a CTT Expresso anda a sondar-me, telefonou-me várias vezes, fez uma proposta via email, eu disse que durante este mês respondia e estávamos a dia 5 e já me estavam a ligar a perguntar se me esqueci deles, queríamos uma resposta... Outro caso: estou em negociações para fazer um site de venda online para a minha loja, pedi 3 ou 4 orçamentos e a insistência por email por parte de duas empresas está a começar a enervar-me. Eu sei que as pessoas querem uma resposta, eu fiquei de responder numas semanas porque tenho imeeeenso dinheiro para pagar agora em IVA (e eu sou pessoa precavida, não me meto em grandes voos sem saber que posso pagar tudo a pronto) e mesmo assim insistem e insistem e eu explico de novo e estas coisas tornam-se hiper desagradáveis. Quando apertam comigo desta forma, instintivamente a vontade é dar-lhes um Não, e pare de me chatear, com tanta insistência só conseguem obter a irritação da outra parte.

Tenho tanta coisa para tratar, fazer sacos novos, fazer site, pagar IVA, receber nova colecção, contactar novos fornecedores, fazer novas encomendas, tratar disto da transportadora... e atender clientes, encomendas que são muitas (haja deus) e estarem sempre a ligar, sempre a aparecer, quando eu pedi encarecidamente para as coisas serem tratadas por email porque assim o faço no meu tempo... cansa. Percebo o outro lado, já estive do outro lado, mas graças a deus cedo percebi que insistir com os clientes e tentar impingir é meio caminho andado para se porem na alheta, seja numa loja ou seja na contratação de um serviço.

6 comentários:

GATA disse...

Se calhar, essas mesmas empresas, há 2 ou 3 anos, demoravam semanas em dar uma resposta... mas quando se tem a 'barriga cheia' não se tem pressa!

Conto de Fadas disse...

GATA, é um bocado isso... por exemplo, empresas inglesas ou americanas que contacto, nem resposta levo. ahahaha

mundoameuspés disse...

Olha uma coisa a CTT Expresso não é da mesma empresa que os CTT? Não vai dar tudo ao mesmo, ou seja, encomendas/mercadoria danificada?

Até parece que tu é que lhes deves algo. Possa...se fosse comigo era meio caminho andado para recusar os serviços...

Conto de Fadas disse...

mundoameuspés, é a mesma empresa mas outro serviço, trabalha como uma transportadora privada e asseguram as encomendas, ou seja, partem pagam (até dado valor).

mundoameuspés disse...

Quando tiveres o site pronto, avisa :)

Maria Arrachado Vidal disse...

Há algumas semanas tive uma reunião com um tipo para ver se organizava um projecto que temos guardado. O tipo basicamente veio ter comigo porque tinha um serviço que me iria vender. Não é que passados cinco minutos de começarmos a reunião toca o telemóvel dele, e não só atende, mas fica na conversa com a cliente (que estava a queixar-se e queixar-se e queixar-se) uns 20 minutos? Mesmo que o projecto seja para avançar, garanto que não será com a empresa que ele representa! Mesma história com as máquinas de agua, o vendedor ligou-me pelo menos 8 vezes em 2 dias. Beijo linda, estou aqui a ler-te nesta tarde de domingo chuvosa :))