quarta-feira, 30 de janeiro de 2013



Eu acho que, de todas as características de uma pessoa que mais me irritam, aquela que me choca profundamente é gente mal-agradecida. Gente que não sabe reconhecer uma bondade que têm para com ela, gente que não sabe retribuir, gente que se comporta como se nada fosse. E não estou com isto a querer falar que, quando eu dou 20, me têm de dar 20 de troca. Mas, no mínimo, têm de reconhecer que lhes dei 20. E há gente que não tem capacidade para o reconhecer, há gente que acha que dar, ajudar, fazer por, é apenas uma obrigação dos outros.
Quando isto acontece no trabalho, irrita-me 10 vezes mais.

16 comentários:

mmmmm disse...

Já não é a primeira vez que tocas neste assunto. Isso só prova que a tua boa vontade não é genuína. Esperas sempre algo em retorno, sempre! E isso anula por completo qualquer coisa boa que faças!

Quel* disse...

Isso também me irrita bastante. Durante 3 anos de secundário, uma amiga minha andou comigo na explicação de matemática e o nosso horário de saída era compativel com o da minha mãe e por isso ela levava-nos para casa. A casa da minha colega era "mais ou menos" em caminho, era só um desvio de 3km. Mas quer dizer, fazer aquele desvio, 3 vezes por semana, durante 3 anos já é alguma coisa. A mãe dela é cabeleireira e eu ia lá cortar o meu cabelo. Nunca tive uma atenção por parte da senhora, quer fosse no preço ou em outra coisa qualquer. Precisei que me cortasse o cabelo antes de um casamento, mas só me lembrei disso com 2 dias de antecedência e ela já tinha o dia preenchido. Por acaso estava à espera que ela lá desse o jeito, nem que saísse meia hora mais tarde. Tu cortaste-me o cabelo? Pois, ela também não.

Caixa disse...

mmmmm, a minha tolerância com gente anormal em blogs é 0. Vai bardamerda.

Caixa disse...

Quel*, são essas pequenas coisas que me chocam. Uma pessoa faz coisas pelos outros e espera, não agradecimentos nem prendinhas, mas algum reconhecimento. Mas não. Este post hoje teve mesmo origem num caso na minha situação profissional, em que dei muito a ganhar a uma pessoa e nem sequer um obrigado li, choca-me pá.

mmmmm disse...

Nervosinha, como sempre!

Sofia Miacis disse...

Decidamente há gente má por todos os lados....

Caixa, infelizmente apanha-se tanto disso em todos os lados. Julgam que a obrigação é sempre dos outros e nunca a deles, que só o facto de já existirem já os desculpa de tudo. Já me aconteceu muitas vezes isso, e maior parte com pessoas que nem contavam que fossem assim. É que nem é a questão do reconhecimento. Eu acontece me muito, eu coloco sempre as pessoas muito chegadas, familia ou nao, em primeiro. Preocupo-me e sou capaz de me prejudicar ou deixar de fazer kk coisa só para ajudar nem que seja apanhar uma folha no chão para não cair. Mas uma, duas, tres, quatro.. E quando eu preciso ninguém pode dispensar um minuto? Eu chego sempre à conclusão que o mundo é uma selva.

Kisses

Na Província disse...

Costumo utilizar muito a expressão "pobre e mal agradecida" porque é uma coisa que me mexe com os nervos, não suporto esse tipo de gente, não vale a pena!!

EscritaDela disse...

É verdade, o que mais há são pessoas que acham que é nossa obrigação fazer determinadas coisas sem ter em troca um agradecimento. Mas eu costumo pensar que quem não agradece também não merece o tempo que lhe damos a pensar nisso, um dia talvez reconheça. E se não reconhecer só perde :/

Conto de Fadas disse...

Fiquei muito irritada com a situação em concreto, porque é feio não sabermos reconhecer quando fazem algo por nós. Graças a deus, eu sei agradecer, sei reconhecer, sei devolver.

mundoameuspés disse...

O que me choca mais é saber que cada vez mais acontece isso. Seja a nível profissional ou pessoal. Seremos uma sociedade assim tão hipócrita e egoísta que nem os valores básicos e morais saberemos reconhecer??! É triste, muito triste, quando damos mais de nós e na volta temos 0 de reconhecimento. Má educação é o que é!

Ela é Bela disse...

Ai, maS é mesmo! H´pessoas que não valorizam nada do que fazem por elas, e nem por favor sabem pedir

O Olhar do Lobo disse...

Caixa,

Nunca me diverti tanto com um comentário na blogosfera como o que fizeste ao mmmmm ;)

Relativamente à ingratidão lamentavelmente existe porque o ser humano é filho da puta, como diz o arturo perez reverte...

Conto de Fadas disse...

O Olhar do Lobo, tenho pouca paciência para palermice alheia, muito menos para palermicde destilada em mim por ódio invejoso à minha irmã. :)
E sim, tens toda a razão, eu é que continuo a admirar-me...

mmmmm disse...

A tua irmã? Mas quem falou da tua irmã? és bem pior que ela, logo é bem mais giro vir aqui. E reitero a minha opinião: não fazes nada sem esperar algo em troca. Revela muito de ti!

Caixa disse...

mmmmmm Reitero o meu: Vai bardamerda, desanda, xô daqui. Não me obrigues a moderar comentários, porcaria daqui pra fora.

GATA disse...

Eu cada vez gosto menos de pessoas, tenho menos paciência para pessoas, e só sou simpática para que eu acho que AINDA merece a minha consideração. O resto??? É paisagem!!!