segunda-feira, 16 de junho de 2014

Mudanças


Aproveito a calma que se faz sentir na rua e online devido ao facto de dentro de 10 minutos jogar a Selecção nacional para pôr o blog em dia... Tenho andado ausente daqui. Cada vez com menos inspiração, com pouco para contar, a vida vai-se mantendo igual (o que não é necessariamente mau) e novidades há poucas.

Por aqui planeiam-se algumas mudanças. As coisas têm andado meio estranhas no que respeita aos negócios e uma pessoa tem de saber dar um passo em frente, dar uma volta nas coisas, experimentar, tentar. Baixar os braços nunca mas digo-vos que este ano de 2014 está a ser duríssimo em termos comerciais. Esta semana foi a Feira Medieval aqui em Viana e só se viam pessoas no passeio mas nada de compras, nada de consumir (excepto comes e bebes), uma diferença brutalíssima em relação a 2013 e incomparável em relação aos anos anteriores! Anda tudo teso, é o que é...

Uma pessoa tem de se adaptar.

11 comentários:

Viagem Doce Viagem disse...

E lojas a fechar... Viana ta a cada vez pior, infelizmente... As portagens não ajudam!!

Beijinhos
viagemdoceviagem.blogspot.com | Facebook

Conto de Fadas disse...

Viagem Doce Viagem, Viana está um deserto! De Viana à Póvoa em termos de comércio é uma diferença surreal... e só são 40 e picos km!

Carla disse...

De ti espero todo o sucesso! Tu tens força e garra para ultrapassar isto...por isso, vai em frente!

Arrisca! Beijinhos grandes!

Carla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ML disse...

Vais arranjar forma de dar a volta e tudo vai correr mais do que bem! Força!

E boa sorte!

Julieta disse...

Acho que essa quebra também se prende com o factor novidade. A tua loja quando abriu era novidade absoluta, nunca se tinha visto nada igual, como tal as pessoas aderiram e compraram pelo tal factor de novidade. Num meio pequeno como Viana essa factor novidade pasa depressa. As pessoas já conhecem, se calhar j+a compraram uma ou mais peças, as coisas não assim nenhuma pechincha, não são bens essenciais, como tal as vendas baixam.
Numa grande cidade, sempre com pessoas novas a circular, uma loja como a tua sempre se vai aguentando, num local pequeno é mas dificil.
Talvez devesses equacionar abrir uma loja no centro do Porto. Ou então, apostar muito forte na loja online.

Conto de Fadas disse...

Julieta, aposta na loja online já eu faço todos os dias, trabalho na divulgação online desde as 9h da manhã até à hora em que me deito, toooodos os dias! :) Na verdade, hoje em dia vendo bastante mais em loja do que no início, o que quebrou foi a venda online porque antes o facebook mostrava os posts a todos os que me seguem (mais de 35.000), e neste momento nem a 10% de quem me segue mostra! Se as pessoas não vêem, não compram.

O que vendo não são bens essenciais, é claro que não posso querer que quem está a passar extremas dificuldades compre. :) Mas também não é esse o público principal da minha loja, embora eu ache que vender carrosséis a 13.50€ ou caixas de música a 14.00€ está praticamente ao alcance de todos os bolsos. Simplesmente sao prendas que a maioria nem se lembra de oferecer, e também nem toda a gente gosta.

A deslocalização da loja é uma das hipóteses que temos em vista. Apesar de eu adorar a minha cidade, a verdade é que em termos de negócios não é, de todo, boa. :) A ver vamos!

Julieta disse...

Seja como for, acho que vais encontrar uma solução! Boa sorte :)

Conto de Fadas disse...

Julieta, tenho a certeza, sou uma pessoa super optimista! E nada conformada!


Obrigada. ;)

EscritaDela disse...

Muito boa sorte :) é uma inspiração ver esse nunca baixar de braços. Adorava ter metade dessa coragem :) parabéns!

Menina Balcao disse...

A crise toca a todos, já me pediram uma chávena de café com leite para dividir um pingo. Está gente não se toca?