quinta-feira, 1 de abril de 2010

Dizer na cara.


Eu sei que hoje em dia é lugar comum dizer-se que o maior defeito que se tem é ser muito teimoso. Se me pedissem opinião (não pedem mas levam na mesma que é de graça), diria que isso é aquilo a que os ingleses costumam chamar de bullshit, que é como quem diz, uma treta do caraças! Quer dizer, posso ser mentirosa, invejosa, maldosa, desonesta, ladra, egoísta, mas o meu pior e terível defeito - aquele que só confesso aos melhores amigos - é ser teimosa!

Mas não é disto que este post trata. Sem dúvida que o defeito que gostaria de mudar em mim (não necessariamente o pior) é o facto de não ser nada frontal. E isto envolve uma série de pontos: não digo o que penso quando penso; não digo a verdade se uma amiga gorda me pergunta se está gorda; não chama cabra mentirosa e falsa à pseudo-amiga que vende os meus apontamentos na faculdade; não chamo cabra falsa e cínica à pseudo-amiga que me pedem ajuda para os exames e fala mal de mim pelas costas; não respondo à letra quando certas pessoas são desagradáveis comigo só para me deitar abaixo ou fazer sentir mal; não confronto as pessoas quando acho que fizeram algo de mal, a menos que me perguntem; geralmente não as confronto quando, de repente, ficam estranhas comigo e deixam de falar e eu não sei porquê (e passamos meses nisto); não consigo pedir dinheiro a quem mo deve; and so on.

Este é o traço da minha personalidade que tenho urgentemente que limar. Para bem da minha saúde mental e para bem da minha vida profissional, porque suspeito que se continuar assim hei-de servir de tapete de alguém um dia destes.

1 comentário:

Asiram disse...

olha tu queres ser frontal e eu ás vezes acho que sou é demais :S olha eu posso dar-te um pouco da minha frontalidade....;)


bjux*