quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Do tempo que voa e que falta

Eu não sei se é pelo facto de trabalhar 6 dias (às vezes 7) na semana, mas parece-me ultimamente que o tempo voa mesmo e que se num dia é quinta-feira, dali a pouco já é quinta-feira de novo e pouco faço além de estar na loja. Tenho mesmo de começar a fazer coisas diferentes mas com o meu Caixote com turnos de sair à meia-noite de X em X dias (e sendo que às 8h e pouco da manhã já tenho de estar sempre a pé) poucas oportunidades sobram para passear, um jantar mais especial, uma voltinha pelo país... é, vai ter mesmo de ficar para 2014 um fim-de-semana a dois. 

7 comentários:

Coquinhas disse...

Sem trabalho e sem saúde não temos nada, é certo, mas também é preciso mimar. A nós e aos que amamos, e quando temos uma relação é preciso ainda mais mimo :D Mas tenho a certeza que mesmo sem fins-de-semana nem jantares especiais, tu saberás dar a volta a isso ;) Beijinho

Conto de Fadas disse...

Coquinhas, com certeza, já há quase 2 anos (desde que abri a loja) que a coisa funciona assim... mas estamos a precisar de tirar 2 ou 3 dias pra nós, nem que seja para estarmos em casa. :) Só em 2014, presumo.

Carla disse...

Como te compreendo. :(

Dama de Aço disse...

Tenta mesmo tirar uns diazinhos para vocês. Irá fazer-vos um bem danado. É preciso saber fazer uma pausa :) Boa sorte.

GATA disse...

Eu trabalho de segunda a sexta no estaminé, e sábado e domingo em casa (sim, sou uma fada do lar... not!), mas arranjo tempo nem que seja para um café com um amigo - para bem da minha sanidade mental.

Conto de Fadas disse...

Nós não temos vida social. É o problema. Vivemos um e o outro e 4 animais, e a minha família vá, que é fabulosa. :) lol

teardrop disse...

Bem sei como te sentes, quando trabalhava em farmácia também trabalhava 6 a 7 dias por semana. Digo sempre que mudei para a indústria para ganhar qualidade de vida... mas isso ainda foi no tempo em que se conseguia fazer isto. Com grande pena e mágoa minha agora é muito difícil =(