quinta-feira, 14 de novembro de 2013

A Caixa (en)fada(da)

Eu não costumo falar da minha loja aqui. Não é segredo para ninguém qual é a minha loja, até comento na caixa de comentários com o perfil da loja mas, honestamente, este é o meu blog pessoal e não falo aqui nela. Tenho um blog da mesma (onde publico de mês a mês), um site e uma página de facebook mais que muito activa, pelo que me chega de falar nela por esses lados.

Ainda assim, sei que tenho vários clientes da minha loja que estão desse lado. E também tenho leitores do blog que se tornaram clientes. Tento abstrair-me disso e continuo a falar da minha vida com a maior naturalidade, a contar coisas mais privadas, a desabafar e, de vez em quando, a contar um episódio mais pateta/engraçado/foleiro que se passou na loja.

Tenho uma loja e uma página online mas não gosto de fazer de santinha da ladeira por lá (solidariedadezinhas bacocas e forçadas não são comigo; ajudo no que posso sim mas a título pessoal, ou então divulgo casos nos quais acredito mesmo), muito menos o faço aqui. Sou uma pessoa cheia de defeitos mas também cheia de virtudes e gosto de acreditar que não tenho de falar só de coisas boas, ser simpática ou escrever coisas bonitas aqui para manter os meus leitores-que-são-clientes. Uma coisa é uma coisa, e outra coisa é outra coisa... Aqui não há Fadas, há uma Caixa. ;)

1 comentário:

Katy Single disse...

Quem fala assim não é gago! Well done!!