sexta-feira, 3 de maio de 2013

O mundo cor-de-rosa



Apesar de ser uma pessoa bastante positiva e que, no geral, acredita que as coisas vão correr bem e tudo se vai resolver, reconheço que em relação à fé que deposito nos outros sou muito céptica, vá. A verdade é que a vida já me ensinou que as pessoas falam, falam, falam, vão fazer e acontecer e, no final, não fazem coisa nenhuma, não arranjam nada, vão ajudar nada, vão melhorar nada, mais valia estarem caladas que ninguém lhes pediu nada.

O meu Caixote é o oposto de mim. Acredita em tudo, coitado. Às vezes apetece-me dar-lhe dois abanões a ver se acorda e deixar de ver as pessoas com aquelas lentes cor-de-rosa com que as vê. É que lhe dizem, fazem, prometem, não cumprem e ele continua a acreditar. No geral, elas são mesmo umas bestas. 

E é isso.

7 comentários:

Maria disse...

Compreendo-te mas às vezes vale a pena acreditar...é uma forma de não desanimar e vais ver que um dia destes tens uma surpresa boa!
Bjs
Maria

O Olhar do Lobo disse...

Caixa,

Anda para aí tanto banha da cobra, prometem tudo com um grande facilitismo e depois temos de viver no mundo real, o das dificuldades...

;)

Quel* disse...

Eu sou tal e qual o teu Caixote, e só perco com isso.

Conto de Fadas disse...

Olha já eu vejo tudo negro! lol Mas pronto, às vezes enervo-me mas gosto que ele seja assim...

*C*inderela disse...

O meu é igual, precisa de um valente abanão para não se deixar enganar mas isso só demonstra que tem bom coração! Mas por outro lado, parece que têm um defice de aprendizagem para não topar mais do mesmo, lol.

Conto de Fadas disse...

*C*inderela, faço minhas as tuas palavras! :D

GATA disse...

Eu sou realista mas céptica. Só acredito na prática, teoria para mim é música para dormir!