sábado, 22 de novembro de 2014

A Gravidez - Parte VI

Chegamos hoje às 25 semanas. Não faço ideia como já passaram 20 semanas entre o dia em que descobri que estava grávida e o dia de hoje, mas o que é facto é que passaram. Já aqui disse que tem sido a gravidez mais tranquila de sempre, sem enjoos, sem azias, sem dores, nada. Na semana passada tive dores durante 3 dias, vá, mas penso que foi ali qualquer bolha de ar que se acumulou na barriga e passou.

Ontem apercebi-me de que fiz a minha lista de presentes de Natal e me esqueci de ti, Baby. Não leves a mal, é que ainda estás dentro de mim e esqueço-me, sou um bocado desligada nestas coisas! Quando fiz a lista de convidados para o casamento/baptizado também não contei contigo. Chicoteiem-me!

No entanto, já escolhi o presente para ele: este Natal vamos fazer um cestinho cheio daquelas coisas que são mesmo necessárias e que todas juntas somam uma boa maquia, tipo biberão, tetinas, termómetros, cremezinhos... Essa vai ser a prenda dos pais para ele. O resto da família dá o que entender, as coisas grandes estão compradas agora faltam estas coisinhas mais pequenas.

E assim vamos. Tenho vergonha de assumir quanto já engordei. Foi muito mesmo. A enfermeira já ralhou comigo e disse que tenho a sorte de não se notar que já engordei dessa forma porque deve estar bem distribuído e não estou inchada, nem na cara... Logo vou às compras e vamos comprar legumes para fazer sopinha, o jantar tem mesmo de ser alterado porque se regresso à consulta dia 10 ainda com mais peso em cima a mulher ataca-me!

4 comentários:

ML disse...

Que tudo continue a correr bem!! Por cá estamos nas 20 semanas e sinto o tempo a voar depressa demais...

beijinhos fada e tudo de bom!

Jf Ga disse...

Ups... :p
Eu nem qdo o puto já tinha nascido comprei! Temos pena! Mas este ano, com 14 meses já merece.
Na barriga ele portava-se tão bem que de vez em quando me esquecia da barrigona e encostava a barriga às portas, mesa, etc.
Quanto aos kg a mais, tenta comer de 3 em 3 h, refeições ligeiras, evitar doces, comer menos hidratos e beber muita água. O pior está para vir, por isso previne-te, mas sem dietas rígidas! Depois a amamentação ajuda bastante na perda de peso. :)
Felicidades!

Cláudia disse...

Pois que não sei como será quando for a minha vez (se é que chegará alguma vez a ser), não sendo um poço de sensibilidade face a estas coisas tenho tendência a psicossomatizar, portanto diria que rosco serios risco de ser uma gravida ligeiramente psicótica com as alterações físicas do corpo. Do cresce aqui, mexe acolá, aperta dali...

como costumo dizer, se ter um filho fosse só estalar os dedos e o puto aparecia nos braços já tinha um, como não é o caso vou adiando.
Mudar fraldas é uma ideia gira, ter uma vida a crescer dentro de mim dá-me a sensação de ser ET. :/

Conto de Fadas disse...

ML, voa mesmo!

JF Ga, eu a teoria sei... mas confesso que cortar na comida me tem custado horrores! E depois ninguém ajuda, é "estás grávida, come, não penses nisso"!

Cláudia, toda eu me sinto uma bola. Não estou a achar graça nenhuma a essa parte nem me sinto linda e maravilhosa como a maioria das grávidas... Sinto-me só gorda. Mas ao menos uma gorda feliz. :)