quarta-feira, 11 de julho de 2012

Nenhuma relação é perfeita e todas têm problemas. E nós estamos numa fase péssima. Alta discussão ontem, alta discussão hoje... é tudo a dificultar: o stress da loja, o desemprego dele, o dinheiro apertado, os queridos sogros que me põem maluca. Enfim.

Não tenho paciência para isto, juro. Já passei as passinhas do Algarve, não tenho mesmo paciência.

10 comentários:

Chuva de Prata disse...

Calma, tentem conversar!

Cláudia disse...

acho que este sentimento de stress é comum a quase toda a gente que conheço.
Felizmente esse lado da minha vida tem corrido bem, porque se esse decide descambar também mais vale ir á drogaria mais próxima e comprar corda com fartura.

Calma e força.

Carla disse...

Então...onde está a tua garra e a tua força?
Tem calma, a fase má vai passar, mas enquanto isso, ele tem de ser o teu porto de abrigo!
Beijinho :)

Rita disse...

Parece que um mal nunca vem só :( Tentem manter a calma e focar-se no imprescindível: o vosso amor!

Conto de Fadas disse...

Ai meninas, há dias em que não se aguenta. É tudo, é tudo a preocupar tanto, tanto que trabalhar, tanto que fazer, que só me apetece mandá-lo com o caraças para não me vir moer o juízo também...

Mas pronto.

GATA disse...

O problema das relações actualmente é que as pessoas desistem facilmente perante os problemas...

Caixa Maria e Caixote Manuel: não desistam assim "sem mais nem menos", se não Gata (Maria!) vai a Viana e mostra o seu mau feitio!!!

Força! contem até dez em alemão (eins, zwei, drei, vier, fünf, sechs, sieben, acht, neun, zehn!) e respirem fundo!

Conto de Fadas disse...

A coisa já se está a compor querida GATA, mas eu sou mulher de pouca paciência e que não aturo porcaria muito tempo... infelizmente temos discutido demais.

Cisca disse...

Oh, assim não! ;(
Muita força minha querida! "Também isto acabará por passar."

Cisca

Conto de Fadas disse...

Hoje conversamos muito e desabafei tudo, tudo... vamos ver.

dinona disse...

Respira... respira...
Quem é que não teve um valente arrufo a ponto de querer furar os olhos do companheiro.

É preciso é acalmar e falar que tudo vai ao sítio :)