domingo, 16 de dezembro de 2012

Ninguém é garantido

O problema de grande parte das relações, seja amorosas, seja de amizade, seja até profissional, é que as pessoas se tomem como garantidas. Ninguém é garantia para ninguém: o facto de se gostar, de se aceitar, de se estar bem hoje não significa que essa relação, esse bem-estar, esse amor não tenham de ser cultivados todos os dias para que nos queiramos manter lá.

Já vivi para entender que vem um ventinho e leva-nos as garantias, o que tomávamos por certo, e por isso me irrita ver gente acomodada, sem se esforçar, porque acha que os outros estão garantidos, estão bem, estão satisfeitos, mesmo quando não estão.

6 comentários:

Camila disse...

Eu acho que estou a passar um bocado por isso.. estou com uma pessoa q me toma como garantida e realmente noto que se acomoda.
não gosto da sensação e não tomo ninguém como garantido..

Conto de Fadas disse...

Camila, infelizmente às vezes sentimos isso...

GATA disse...

A única certeza na vida é a morte.

Nas relações, eu empenho-me mas se sinto que a outra parte não se empenha, desisto. Já estou velha para andar a brincar. (depois dizem que eu tenho mau feitio... LOL)

Sofia disse...

vou levar para o meu blog.... com os devidos créditos como é óbvio! :)

Conto de Fadas disse...

GATA, verdade, não tenho paciência... e não é preciso ser sempre meeeel, meeeeel para se mostrar que se ama.

Sofia, be my guest. *

Violeta Santos disse...

Tão verdade. Infelizmente é assim.