quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

A cura

Eu sempre fui uma pessoa de sorte. A minha mãe ainda há uns dias comentava que eu nasci com o rabo virado para a lua porque a verdade é que nunca tive grandes azares na vida... Nunca levei um ponto, nunca tive uma doença digna desse nome, nunca tive namorados que me tratassem mal (embora já tenha tido O Desgosto), nunca me aconteceu nenhuma tragédia, nunca tive um familiar realmente próximo doente ou perdi algum... enfim, sempre tive uma vida boa, apesar de não ser facilitada.
A verdade é que temos a nossa grande matriarca doente, uma coisa grave, e eu continuo a ser positiva. A minha avó tem 80 anos, já está madurinha, mas nunca teve assim problemas de saúde... tem diabetes mas está controlada, e é só. Há pouco tempo soubemos que ela tinha aquilo que chama "uma coisa ruim", ou seja, cancro. Foi operada há dois dias e correu tudo bem, agora está internada e estará mais uns dias mas eu acredito que tudo vai correr bem, que aquilo não vai voltar e que na idade dela ela nem vai precisar de mais tratamentos...
Acredito piamente que a fé e um pensamento positivo para tudo o que nos surge na vida são meio caminho andado para que tudo dê certo. Foi assim comigo na faculdade, foi assim comigo nos trabalhos que tive, nos problemas que tive, é assim comigo na minha loja... é certo que as doenças não se curam com pensamentos positivos, mas com pensamentos negativos é que não curam com certeza. É rodeá-la de amor, a minha avó tem gente com ela todo o dia desde as 10h às 19h30, quando acabam as visitas... estamos lá todos os dias, com ela, ela meio a dormir e nós na treta mas sempre com ela... porque o amor é isso e a cura da doença, como me contou uma altura um senhor muito simpático aqui da minha cidade a propósito da cura de um dos seus gatos atropelado por um camião, também pode ser uma cura pela ternura.

12 comentários:

Sofia Miacis disse...

No outro dia li uma frase algures assim " Love your parents, we are so busy growing up we forget they are growing too". E surpreendemos nos sempre, em situações mais delicadas, como eles reagem e como precisam de mais amor do que pensamos. Meu avó em Dezembro também foi operado, foi só uma prótese na anca nada demais. Mas ele em 79 nunca foi para a um hospital, sempre se curou sozinho. Sempre foi muito independente, sempre muito inteligente e cultura para o meio em que viveu e foi criado, e muito para a frentex. Um solitário dizia o meu pai, o lobo. E a verdade é que no hospital afinal concluimos que era um falso solitário.

Isto para dizer que o amor é sempre bem vindo, cura sempre qualquer coisa mesmo que estejamos bem. As melhoras para a tua avó :) Vai correr tudo bem.

Beijos

Conto de Fadas disse...

Sofia, em situações destas, num hospital com dores e a suportar aquele aborrecimento todo no hospital, temos mesmo de estar rodeados de amor... senão é absolutamente mau. Beijinho. :)

GATA disse...

Que bom que és uma pessoa com sorte!

Eu, com a tua idade, já tinha passado por muita coisa má... E, sim, já levei pontos, já tive [e tenho] problemas de saúde, já tive um relacionamento mau, muito mau, já perdi pessoas, já tive duas muito próximas a morrer-me nos braços, enfim... e nunca tive a vida facilitada... MAS.. tive uns pais e uns avós maternos que me deram muito amor, nunca passei fome, tive boas notas e entrei numa faculdade pública, tenho presentemente trabalho e gosto do que faço, tenho um ordenado ao fim do mês e um abrigo! E tenho um amigo que vale ouro!

Não sou religiosa, não sei o que é ter fé, não sou dada a energias positivas, mas acredito no TLC (tender loving care) - NÃO CURA MAS CONFORTA!

Turrinhas e as melhoras da 'abuelita' (quem me dera ainda ter a minha...)

Conto de Fadas disse...

GATA, infelizmente uns de nós têm mais sorte na vida do que os outros, mas se tivermos 2 ou 3 pessoas que nos amem mais do que tudo, teremos tudo para sermos felizes. Digo isso muitas vezes: tenho meia dúzia de pessoas na vida que sei que davam a vida por mim, e portanto nunca estarei sozinha e só posso ser feliz. Obrigada, ela vai ficar boa. :)

O Olhar do Lobo disse...

gosto da abordagem da ternura, é o melhor caminho, as melhoras para a tua avó :)

Carla disse...

Que mensagem linda!
Beijinhos à avó!!! :)

Almofada disse...

Beijinhos e as melhoras para a avó! :)

Conto de Fadas disse...

Obrigada a todos, com certeza vai ficar tudo bem e daqui a uns dias vai para casa, para a sua caminha, que uma pessoa fica é doente de estar no hospital dias a fio a olhar para as paredes (que o raio do quarto dela nem tv tem!)...

Ela é Bela disse...

Penso precisamente da mesma forma que tu. Pensamento positivo sempre. Acho que é meio caminho andado para tudo correr bem. Gosto dessa ideia de curar com o amor, e julgo que poderá ser mesmo muito assim! As melhoras para a tua avó

Saltos Altos Vermelhos disse...

Um beijinho de rápidas melhoras para a avó! :) e sim também acredito nisso.

Saltos Altos Vermelhos disse...

.

CurlyGirl disse...

Descobri hoje este blog e identifiquei-me imenso com o primeiro parágrafo. Também sou uma pessoa de sorte.

Beijinhos e as melhoras para a tua avó*