quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Mês de decisões

Este mês é um mês de decisões, pelo menos eu costumo tratar de uma série de coisas que ando a adiar há séculos: ontem passei a manhã a ligar para ginásios para me decidir onde vou começar a praticar zumba (o factor dinheiro pesa bastante nesta escolha); fui ao banco fechar contas; paguei tudo o resto da loja que tinha para pagar; e hoje vou decidir se sempre ou não viajar 3 ou 3 dias em trabalho no final do mês. Eu queria, eu gostava, acho que ia ser bom mas (há sempre um mas) as viagens não são baratas e, nesta altura do ano, temos é de amealhar porque os próximos 3 meses costumam ser muito fracos em termos comerciais. 

Também ontem já stressei imenso com o facto do Caixote continuar sem emprego (embora nos últimos dois meses tenham trabalhado na loja temporária com que estamos num shopping). Mal dormi de noite. O problema é que não há esperança nenhuma nesse aspecto. Enfim, é tentar...

8 comentários:

Menina do Mar disse...

Apesar de ser difícil tenta manter o pensamento positivo!

Sofia Miacis disse...

Embora seja um cliché é sempre esperar que algo apareça, ou então arranjar sempre outras hipoteses.

Espero mesmo que corra tudo pelo melhor.

Beijos

http://thedailymiacis.blogspot.pt/

Conto de Fadas disse...

É uma treta. O que aparece são aqueles empregos de treta que não te pagam nada, só se venderes, para comercial... ora ninguém vai meter-se nisso, tens de gastar, ter viatura, e não sabes se ganhas!

dinona disse...

É complicado estar desempregado, mas ele que não desespere porque acredito que quando menos esperar irá ter uma surpresa :)

Flow disse...

O importante é não perder a esperança, e continuar a lutar. Lutar sempre :)

Conto de Fadas disse...

dinona, ele anda a tentar e bastante. Acredito que mais tarde ou mais cedo algo surgirá. :)

Flow, isso tudo!

Karina sem acento disse...

Por muito desanimados que estejam, não devem perder a esperança! Força***

Ela é Bela disse...

Há alturas em que realmente não vemos a luz ao fundo do túnel. Talvez esta não seja a melhor época para viagens, mas chegará uma altura em que tudo vai estar melhor! Não há mal que sempre dure