terça-feira, 6 de julho de 2010

Soajo.



Ontem eu e o meu namorado, mais o irmão dele e a cadela Rosa, perdemos 3h30 até ao Poço Negro, no Soajo, perto dos Arcos de Valdevez (ou lá mesmo, não sei!).
Ora bem, depois de 3h30 a derreter dentro de um carro, já mal disposta com tanta curva e contracurva, serra acima e serra abaixo, com os vidros do carro avariados (para concentrarmos bem o calor, pois claro!), lá chegamos. Tivemos de descer uma escadaria com uns 150 degraus, mas valeu a pena mergulhar ali.
A Rosa estava possuída e fartou-se de nadar. Qual Ian Thorpe qual quê! Bem, tinhamos de estar sempre atentos porque depois de uns metros a nadar à cão (pois!) ia ao fundo como um prego; o meu cunhado, que é um puto de 14 anos, também era alvo de atenção porque nada tão bem como a Rosa, e no mesmo estilo.
De resto, foram duas horas que ali passamos, no meio das pedrinhas, da água e das rochas, que valeram bem a pena!

Já combinamos que para a semana há mais, mas aí vamos com merenda para passarmos lá o dia. :)

4 comentários:

Rita C disse...

Xiças... 3 horas e meia num carro de vidros fechados sem ar condicionado? Eu morria... :))) aproveitem a juventude cof cof... há 10 anos atrás se calhar tb o faria... :)))

Beijos

Rita

Ana disse...

Ah pois é, quando se é novo faz-se coisas destas! Eu já ia a amaldiçoar o meu namorado na viagem, mas quando lá chegamos valeu bem a pena.

dinona disse...

Esse poçito tem mesmo bom aspecto para lá ir dar uns mergulhos... e agora bem que ia com este calor malandro.

Provavelmente afogaria-me, porque eu só sei nadar à prego!

Ana disse...

Então não convém ires, não não... O nome Poço Negro não me inspira lá grande confiança, aquilo deve ser perigoso, eu é que não me atiro para lá!