sábado, 16 de outubro de 2010

Das (in)seguranças

Eu sou uma pessoa muito segura de si, a todos os níveis. Gosto de mim, sei o valor que tenho, não é facilmente que alguém me deita abaixo.

Se gosto que me digam que estou gorda, ou gordinha, ou rechonchuda? Nem por isso, pois claro que não. Antes de ser segura, sou mulher, e isso dói-nos a todas como três facadas nas costas. Mas não é coisa para me ralar muito tempo, porque eu acho-me interessante. Não é que me ache bonita, bonita daquela maneira instantânea, bonita daquela maneira universal, mas acho-me interessante e sei que aos olhos de alguns até sou muito bonita. Por isso, podem-me chamar gorda ou dizer que tenho os dentes tortos que eu estou pouco me lixando, sei que continuo interessante.

Também posso até tirar um 10 numa cadeira, mas se sei que sabia bem a matéria e que estudei muito bem tudo o que havia p'ra estudar, nunca acho que culpa é minha, é sempre dos professores que são uns idiotas, por isso também não é por aí que me deitam abaixo ou me deixam com traumas esquisitos.

Também posso não vestir um vestido muito chique para uma cerimónia onde vá, não usar uns Loboutin nos pés, mas sei que vou fazer uma boa figura, porque de facto é a atitude e, sobretudo, as maneiras que fazem as pessoas e as roupas, portanto também não é isso que me vai fazer sentir menor ou menos bem.

Por outro lado, também nunca fui daquelas, mesmo durante a adolescência, que achavam que os rapazes de quem gostavam nunca iam olhar para elas. Primeiro, porque olhavam. Segundo, porque a minha mãe sempre me ensinou, e é isso que ainda hoje penso, que quem estiver comigo tem de merecer estar comigo, tem de fazer por isso, e não me está a fazer favor nenhum em estar comigo ou em gostar de mim! Pelo contrário, eu é que lhe dou a bênção de gostar dele. lol

Portanto sim, sempre fui segura, nunca tive complexos de inferioridade em relação a nada nem a ninguém, sempre tive muita noção do que valho e sempre fiz por realçar as minhas virtudes (seja na roupa que visto, seja nas palavras que escrevo, seja nas coisas que digo) em vez de chamar a atenção para os defeitos. É que há gente que está constantemente com merdas do género: Y diz: "X, tens uma boca tão bonita..." e a X responde "Oh, tenho é uns dentes tortos!" ou então Y diz "Essas calças ficam-te mesmo bem, fazem-te as pernas mais magras" e a X responde "Oh, adianta de muito, com uma barriga tão gorda!". Enfim.

A questão é que, surpreendentemente, às vezes ao falar com certas pessoas, daquelas que têm cargos muito importantes (fossem os meus professores na faculdade, fossem os directores de bancos a quem entreguei curriculuns, fossem os formadores da OTOC que estavam na promoção que fui fazer há uns dias), sinto-me insegura, diria mesmo que pequenina. E eu sei que é uma estupidez, porque, como já há muito se escreve nas retretes públicas - essas grandes fontes de sabedoria-, lá fora uns andam melhor ou pior, mas aqui sentados todos nos borramos de maneira igual... Apenas que não consigo evitar. Tenho de começar a resolver isso.

7 comentários:

Petra Pink disse...

acima de tudo ter segurança e auto-estima...
porque ja dizia o anúncio na tv. "se eu não gostar de mim? quem gostará?!" bjo

Fresco_e_Fofo disse...

Tens de te começar a borrar como os outros eheheh.

Ana disse...

Ora bem Fresco, é mesmo isso... ;)

Doce disse...

Não podemos ser perfeitos

spunka disse...

oi ana,o q vou flr ñ tem nd haver com o texto,q esta excelente ,eu tmb as vezes sou inseguro ,mais enfim ,como vc aparenta ser uma menina inteligente eu tou com uma duvida,tipo eu conheci uma garota no curso,linda ,inteligente,simpatica ,e um jeitinho inocente ,conversei com ela ,vi o q ela gosta e tal,fiz ela rir ,e nesa melancolia de sentimentos e conversa durou uns 3 dias ,ou 2 ,minha memorio ñ e boa, enfim,ai deu o sinal pa ir embora do curso,sair,esperei td mundo sair,ela foi a ultima a sair,desci com ela,fui na lanchonet com ela, ela tva doida pa tomar um suco d maracuja,comprou e tal,agente tava indo embora,e eu fikei meio queto,chegou na hora da despedida,ela flaou thau e me deu um bj na bochecha,ai eu flei,vem cá e fui dar um bja na boca,so q ela virou a cara mo rapidão e foi na bochecha d novo,nunca vir alguem tão rapido e ninja assim,ai eu flei,tah bom (risadinha) e vzei,a pergunta é : issu foi charme ? ou eh um "only friends " ? devo desistir dela T__T ? pelo menos c tiver q desistir eu peço so a amizade,pq ela e mt legal,ter ela como uma companhia nem q seja como amiga ira ser otimo ,tipo ,eu tava pensando em chegar nela e flr : o "nomedelacensurado" eu gst d vc ,vc eh uma menina magnifica (ou qlq outro adjetivo num sei,na hora eu vejo o q falo) e espero q o incidente de terça ñ tenha afetado a nossa amizade ,agente continua amigo ? ou flndo issu iria acabar com td's as minhas chances com ela ??
É a primeira vez q aconmtece issu cmg .-. ,em geral sempre consigo conquistar as meninas d bem ,so q essa,omg,faz eu suar frio USHAUSH

Ana disse...

lol Olá! Bem, eu não sou propriamente conselheira amorosa, por isso pela atitude não dá pra ver bem. Eu se fosse a ti mantinha-me simpático com ela e mostrava a minha vontade de estar com ela, mas não avançava logo para beijos, porque podes assustar a rapariga! :) Espera mais um bocadinho, porque se ela continuar a sair contigo é porque provavelmente está interessada mesmo... Boa sorte, muita sorte!!! Mas não avances logo com beijos porque se ela não estiver interessada, foge-te a sete pés. :)

spunka disse...

brigadão msm :D ,vou com clama enton ,mt obrigado ,d coração =)