sábado, 23 de junho de 2012

Da partilha aos mais alto nível.

Fico perturbada sempre que vejo o programa do TLC sobre o homem com 4 mulheres. Aquilo é uma coisa que não passa na minha cabeça... no fundo, tudo se resume à frase do jeitoso na abertura de cada programa: "O amor deve ser multiplicado, não dividido".
Eu podia dizer que tento compreender mas nem tento porque quem ama alguém não quer partilhar essa pessoa, a sua atenção, o seu corpo, o seu carinho, o seu espaço na cama, com outras 3 mulheres. É de uma anormalidade que me ultrapassa completamente.
Pior ainda é que as mulheres falam como se tivessem descoberto a maior e melhor coisa do mundo e nós, as outras que querem um homem só para si, fossemos malucas por não entender o fantástico que é ter um homem que saltita de casa em casa (agora têm quatro casas e não uma gigante com quatro divisões - o programa de tv rende, 'tá?)... há uns tempos vi o programa e o gajo a entrar no quarto de uma à noite, olha para ela e diz algo tipo "Ups, hoje não és tu.... boa noite querida" e ala que se faz tarde para a cama da outra.

A sério, quem não viu... veja, abre-se todo um mundo novo com aquilo.

9 comentários:

gatosapatos disse...

Isso é mesmo ridículo... mas as mentalidades são diferentes... vá-se lá entender...

Tete disse...

Eu confesso que acho piada ao programa. :) Não me revejo de todo na filosofia que adoptaram para a vida deles, nem seria capaz de partilhar um homem que ame. Mas é a forma deles de ver e viver o casamento, e eu acho bonito. :)

Mesmo nós, em Portugal, podemos dizer que em comum temos o facto de amar um homem e com ele, e apenas ele (sem mais mulheres ao barulho), construir um casamento. Mas se virmos bem, o casamento de cada um tem as suas próprias regras e a sua própria maneira de ser. :)
Por exemplo, eu leio-te a ti e à S* e nem sempre me revejo nas descrições dos namoros que ambas têm. :) E se calhar não seria capaz de viver um namoro assim, mesmo que só meta uma mulher e um homem. =P

Conto de Fadas disse...

Por acaso eu nem falo muito aqui do meu namoro nem pretendo, mas a questão nem sequer é comparável... temos todos relações diferentes, de namoro ou casamento, mas estamos a falar de alguém que escolhe repartir o seu companheiro com uma data de mulheres e não acha que pode ser feliz de outra maneira, aliás, elas dizem mesmo que não querem um marido, querem uma família (ele, as outras, os filhos das outras)... muito estranho.

Tete disse...

Lol, sim, eu também não compreendo e seria mesmo incapaz de o fazer. Uma mulher quer sempre ser a melhor amiga, a confidente, a amante....:) E não ter de distribuir estes papéis com mais ninguém. Enfim, modos de vida...:)

Conto de Fadas disse...

Mesmo! :)

Petra disse...

Olha da maneira que os portuguêses têm falta de imaginação e copiam tudo, ainda vai haver um programa desses em Portugal!

GATA disse...

E tu insistes em ver o TLC... :-)

Conto de Fadas disse...

Oh GATA, aquilo é o máximo! Eu gosto de ver o Say Yes To the Dress, o What Not to wear e o Strange Attractions, pelo caminho saem-me estas pérolas... :D

Bombocaa disse...

esse programa faz-me espécie...é raro ver tv...mas se perco 1 ou 2 horas a ver...tb so vejo o lixo americano

:)