quarta-feira, 13 de junho de 2012

Um anjinho


Esta manhã estava na loja e comecei a ouvir miar. Saí e andei uns metros e estava este menino no chão aos berros, tinha acabado de cair do topo de um prédio abandonado e estava em pânico, caiu uns 3 andares. Estava um homem a arreliá-lo a dar-lhe com o pé, abaixei-me e tirei-lho. Fui arranhada e tal mas não liguei, trouxe-o para a loja.
Ele estava todo enérgico e encostei-o a mim, ficou no meu colo uma meia hora enquanto esperávamos que o Caixote o viesse buscar de carro para o levarmos ao veterinário e ficarmos com ele, claro, não o ia abandonar.
Infelizmente, o anjinho caiu o céu e voltou para lá. De repente começou-se a passar no meu colo, mijou-me toda e morreu, caiu para o lado assim.

Estou deprimida, deprimida, deprimida e não consigo parar de pensar como ele era lindo e estava em pânico, a mãe dele a olhar cá para baixo e ele aos berros. Vamos enterrá-lo daqui a pouco.

11 comentários:

Leeloo disse...

...

ainda estou de boca aberta... não contava com este desfecho. Pensei que era mais uma vida a ser salva e afinal... coitadinho ='(

Fizeste a coisa certa, o pequenote é que não teve tanta sorte...

Rita disse...

Pelo menos não morreu abandonado :(

Conto de Fadas disse...

Ai céus, eu não posso ver animais assim...

AnaLua disse...

Pelo menos encontrou uns minutos de felicidade e conforto ctg :P é nisso que tens que pensar, nada de deprimir :P bijussss

GATA disse...

E tu também és um anjo!
Uma grande turrinha!

Didi disse...

Coitadinho, que tristeza :( felizmente encontrou-se e nos últimos momentos teve carinha e um colo em vez do estúpido do homem que estava armado em parvo! Ai Caixa, se fosse comigo já estava com os olhos tipo duas batatas e vermelhos de tanto chorar, já era ranho a escorrer e não ia conseguir dormir... depois ia comecar com enxaquecas e tinha de tomar uns drunfos para me acalmar!
Ainda bem que o encontraste, ainda bem. És um espectáculo!

Didi disse...

Tantas calinas que escrevi pá... mas tou com a lagrima...

Conto de Fadas disse...

Didi, eu passei o dia com os olhos a doer, fartei-me de chorar e cada vez que penso só choro, porque foi uma coisa mesmo chocante ele morrer-me assim, coitadinho do pequenino... foi uma coisa absurda.

Era o homem a dar-lhe com um pé e uma grávida que foi à beira dele e ainda disse "Ai pequenino, eu não posso tocar em ti neste estado...". Eu fiquei parva, deitei-lhe logo a mão (tenho os braços todos cortados) e trouxe-o, não percebo esta gente. Infelizmente, não sobreviveu... mas teve beijinhos, festinhas, colo e foi enterrado numa caixinha. Pronto.

Papas disse...

Ai tadinho!!!

Ela é Bela disse...

Quando comecei a ler este post pensei: "este nem sabe a sorte que teve, não podia ter caído em melhores mão". Mas afinal, tadinho, teve foi um grande azar...

Conto de Fadas disse...

Teve mesmo um grande azar...