quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Da espera

Apesar de ainda na semana passada ter terminado um trabalho numa loja e de nesta semana estar a fazer uma promoção muito solidária, não paro (nem posso!) de enviar curriculuns para tudo quanto é lado.

O que é ingrato é que não recebi respostas de lado nenhum e as duas que recebi foram negativas, via mail, a dizer que neste momento não precisam de ninguém. E isto há meio ano... Quem espera desespera!

6 comentários:

Artemisa disse...

Eu já ando assim há 3 anos. Já passei a fase do desespero... Claro que não estou conformada com esta situação, mas estou mais calma. Continuo a enviar CV's, a procurar ofertas... Enfim, não desisto. Tenho sonhos que quero realizar e sei que um da vou encontrar o meu lugar. :)

Narizinho Lunático disse...

Prefiro pensar que quem espera sempre alcança! :) Bjs e boa sorte!

Ana disse...

Também é verdade, é uma questão de se continuar a insistir. :)

Fresco_e_Fofo disse...

Não precisam de ninguém... este país mete nojo.
Andei eu, durante vinte anos, a dizer à minha filha:
- Isto já desceu tão baixo, que daqui em diante tem de começar a subir.
Nota-se?

Ana disse...

AhAhAh Nem por isso!

*Sininho* disse...

Acredito que comece a ser mais difícil manter o espirito positivo. Mas o que é teu há-de vir! ;)