quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Da Sorte

Eu sou uma daquelas pessoas muito positivas, daquelas pessoas que vêem sempre a melhor das hipóteses. A minha mãe costuma dizer que eu nasci com o cu virado para a lua, porque sou uma sortuda e acho sempre que vai correr tudo bem.
Quando o meu pai saiu de casa não pensei "estamos fodidos agora, sem o dinheiro dele vai ser uma festa para a mãe sustentar três filhos na faculdade, fora de casa"; pensei antes "pronto mãe, livraste-te dele! Assim como assim, era um péssimo marido e pai igualmente mau".
Quando estava na faculdade e os exames corriam mal, toda a gente pensava que ia chumbar e efectivamente chumbava. Eu acreditava sempre (embora não me atrevesse a dizê-lo) que seria mais esperta que os outros porque eu estudava bem, e a verdade é que safava sempre.
Quando vou a uma entrevista, acho sempre que vou ser eu a seleccionada, e a verdade é que até sou.
Quando estou a ir atrasada para algum lado, acho sempre que, apesar de atrasada, vou chegar a horas. E chego.
Quando terminei a faculdade, comecei logo a juntar dinheiro para comprar roupa mais formal para o trabalho, porque achei que ia arranjar emprego na minha área ou nalguma parecida muito rapidamente... pois sim...

Agora estou a chegar ao ponto em que não estou a conseguir ser muito positiva.

9 comentários:

Fresco_e_Fofo disse...

A minha filha é assim. Só que ela teve mais sorte do que tu. Acabada a licenciatura e o estágio, com a crise do ensino a mandar milhares de professores para a fila de espera, ela arranjou logo trabalho num centro de formação (a recibo verde, claro) e ainda não foi colocada porque só concorre a meia dúzia de escolas. Diz que não está para andar de cavalo para burro e passar a ganhar 850€ por mês.

Continuo a desejar-te a melhor sorte do mundo. Com esse optimismo todo, acho que vais conseguir.
Devias era continuar a tentar na tua área. Se começas a andar em lojas, acabas por te resinar e isso não é nada bom.

Bjs.

Ana disse...

Pois é o que eu ando a pensar e o que o meu namorado já me disse, que se vou para lojas a tempo inteiro depois acabo por me deixar ficar... ou então chamam-me para outro lado e eu fico sem a vaga porque tenho de dar tempo de casa à loja, e posso perder a oportunidade!

Pronto, como já não me vou mudar, se calhar vou fazendo uns part-times e vou continuando a enviar curriculuns para tudo quanto é lado. :) Pode ser que venha por aí alguma coisa de bom...

dinona disse...

Ó moçoila,
Não desanimes... o importante é não desistir e não desmoralizar, vais encontrar o que queres.
Pode não ser na próxima semana, mas irás encontrar!

O Momento Perfeito disse...

Acho que o mal de muitos portugueses é serem tão pessimistas e hoje em dia encontrar assim alguém como tu não é fácil.. Vivam os optimistas, é graças a eles que ainda muita gente leva a vida a bem e tu não desistas, acredita em ti, eu acho que o ser-se optimista ajuda e muito a realizar aquilo que nós queremos, nós procuramos! *

Julie disse...

Mas é exactamente agora que tens que ser optimista.
Força! :)

*Sininho* disse...

É mais fácil ser-se optimista quando estamos em maré de sorte. Agora tens de manter a confiança! Vais ver que há-de correr tudo pelo melhor! *

Sofia disse...

Olá Ana, conheci o teu blog através da Sofia do Tardes de chuva e chocolate e gostei imenso, já te estou a seguir!
Não desesperes pois, quando menos esperares, encontrarás o emprego que te enche as medidas!
Beijinhos,
Sofia

Ana disse...

Obrigada. :) Há dias assim mais chatos, mas hoje já acordei bem e com vontade de hoje não pensar em emprego. Hoje vou sair, passear, almoçar com a tia, e amanhã volto a pensar em emprego!

Sentimento de Mim disse...

Sempre a pensar positivo!