quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Trabalhar faz bem à saúde

Juro que não sei como é que alguém se pode dar sem trabalhar! Uma coisa é gente como eu, que está em casa porque não tem trabalho. Outra coisa também são as pessoas que estão em casa a cuidar da mesma e dos filhos. Outra coisa são as tais pessoas da geração Nem-Nem a que a revista Visão se referiu, que nem trabalham nem estudam.
Desde Junho que estou licenciada e já não aguento mais estar sem trabalhar! Eu até estive o mês passado todo numa loja e tenho feito umas promoções, mas não tenho um trabalho nem fixo nem em condições, e isso está-me mesmo a tirar do sério! (até já me voltou a caspa no cabelo, que me volta sempre que ando nervosa e stressada...)
Esta semana continuo em casa, porque o Caixote foi ontem tirar os pontos e agora é que ele tem dores. Pelo menos até à próxima semana - em que vai falar com o médico - tem de continuar em repouso. Já estamos os dois a dar em malucos por termos de estar sempre em casa! :-/
Ainda não vos tinha contado como é que correu a entrevista na segunda-feira! Pois, correu bem, mas é para um part-time e eu pra viver junta tenho de trabalhar a full-time, senão não recebo para as despesas. Disse que sim na mesma e tenho de esperar que me chamem (ou não) para a segunda entrevista.
Pronto, e hoje já vou pra casa, estou farta de estar na casa dos pais do Caixote.

7 comentários:

Artemisa disse...

Eu não trabalho nem estudo, mas não é porque goste de estar assim. Não trabalho porque enfim... Envio CV's mas ninguém me chama. Não estudo, porque não queria sobrecarregar a minha mãe com mais essa despesa.

Mas este ano vou-me inscrever no Mestrado. Se entrar seja o que Deus quiser. Loge se vê se vou ou não. E se for vou logo tratar de tentar arranjar um trabalho, nem que seja um part-tima para equilibrar as despesas.

Mas confesso que não percebo aqueles que não trabalham porque enfim... Estão melhor em casa!

Bjs

Lolita disse...

Fazes bem, uma pessoa chega a uma altura que tem vontade de começar a nossa independência, a nossa liberdade.. O pior mesmo é quando queremos e as oportunidades não surgem.. Fizes-te bem em dizer que sim, pelo menos se ficares ganhas algum, é melhor que nada, digo eu.. *

Dark angel disse...

Eu adoro estar sem fazer a ponta dum cabaço, mas é sabendo que são só uns dias, e que me estão a fazer um bem tremendo à saúde :) Não sei estar parada, e mesmo tendo férias até meados de Fevereiro, já vou trabalhar no Ínicio de Fevereiro (porque consegui um trabalho), para depois conciliar com a escola no segundo semestre. Tem que ser, e eu gosto. Quanto a quem não é assim, não me faz confusão, cada um sabe de si, e procura a sua própria felicidade/infelicidade. Boa sorte para essa questão de estares desempregada.
Beijinho*

*Sininho* disse...

Não deve ser fácil essa busca por um emprego numa altura como estas =( Tenho uma grande amiga minha que está na mesma situação que tu: acabou a pós-graduação (que tirou depois da licenciatura) em Junho e ainda não encontrou nada... eu tenho procurado propostas para lhe mandar porque toda a ajuda é necessária mas não está fácil.
Desejo-te a maior das sortes! *

Miss Crises disse...

A tua situação não é fácil...mas pensamento positivo. Pode ser que entretanto aparece alguma coisa.
Boa Sorte :)

Fresco_e_Fofo disse...

Se trabalhar dá saúde, não percebo os médicos que dão baixa aos doentes loool.

Ana disse...

AhAhAh Também não percebo Fofo...

Dark, eu também não me incomodo se os outros não trabalham nem estudam, só me incomoda saber que há gente que não tem vergonha de sobrecarregar os pais com as suas despesas a vida toda. Eu neste momento nem trabalho nem estudo e custa-me imenso ver que a minha mãe precisa de dinheiro e eu não posso contribuir, só isso!