segunda-feira, 25 de abril de 2011

Doenças

Não gosto nada dele, mas gosto o suficiente da minha mãe para querer que ele fique bem. Não tenho grande fé nisso, porque infelizmente há doenças que dificilmente têm cura, mas por ela espero mesmo que ele fique bem. Do fundo do coração.

Enquanto isso não acontece, parte-me o coração chegar a casa e encontrar a minha mãe sempre a chorar e não poder fazer nada.

5 comentários:

Manuela disse...

Querida Ana, espero que tudo melhor para a tua mãe e consequentemente para vós!
Nos últimos tempos tenho me lembrado de ti, menina corajosa e responsável.
Beijinhos e ânimo!

Ana disse...

Obrigada pelo carinho, mesmo. :)

teardrop disse...

Espero sinceramente que a tua mãe tenha força e que consigas apoiá-la, mesmo não gostando dele. É de uma grandiosidade tremenda!

Fresco_e_Fofo disse...

Tens de ser forte pelas duas e não te culpares pelo que aconteceu. Até porque uma coisa nada tem a ver com a outra. O facto de uma pessoa estar doente, não lhe dá o direito de interferir negativamente na relação familiar de outras. Muito menos tentar tirar proveito da sua "fatalidade" para chantagear.
As pessoas bem formadas são-no, independentemente do seu estado de saúde.

Ana disse...

Ora bem Fofo, disseste tudo o que penso... tento desculpabilizar muito do que aconteceu por causa da doença, mas não tem nada a ver mesmo.