domingo, 3 de abril de 2011

É a vida...


Há tanta coisa que parece não avançar na minha vida que às vezes até me pergunto como é que não desanimo. Emprego nem vê-lo; quando pensei que esse assunto já estava arrumado, eis que me apercebo que não e volta tudo à estaca zero. Ando em negociações para fazer um estágio profissional num sítio onde sempre quis trabalhar mas aquilo não ata nem desata e eu só posso é rezar e ter paciência, não posso pressionar a nada porque ainda pioro tudo.
Quero finalmente ir viver junto com o Caixote e, por causa do assunto anterior não estar resolvido, isso é impossível, porque como é evidente eu não me vou mudar sem ter um emprego.
Quero parar de me preocupar com a situação cá em casa, deixar de me incomodar com a presença do alien que veio parar cá a casa já está quase a fazer um ano, mas não consigo evitar ficar enervada, incomodada, irritada só com a voz da criatura.
Ainda por cima, e também por causa do primeiro assunto, a questão financeira vai de mal a pior. O que me salva são as promoções que andei a fazer e pelas quais estou quase a receber, porque a mãe não tem hipótese de me continuar a dar mesada e então eu fico assim, meio desamparada, e a ter de fazer aquelas promoções que eu odeio mas que sempre me vão dando algum dinheiro.

Na sexta-feira tive uma entrevista para uma loja de telecomunicações. As condições até são boas, estou certa de que vou ser seleccionada porque já trabalhei para essa empresa, a única chatice é mesmo ser em Ponte de Lima (ainda demoro uns 25 minutos de carro a ir e outros tantos a vir), o que me vai obrigar a despender uma boa maquia por mês em gasóleo e - daqui a uns dias - em portagens.
Mas enfim, se o tal estágio profissional não avançar brevemente, tenho de me meter nisto para remediar durante uns tempos.

Oh triste vida... uns com tanto e outros com tão pouco! Só queria fazer alguma coisa de que gostasse, e não passar o dia a lavar loiça, arrumar a cozinha, arrumar o que os outros desarrumam, pendurar roupa, recolher roupa, mudar a areia os gatos e passar a ferro. Que tristeza, poça...

6 comentários:

Fresco_e_Fofo disse...

Não desanimes. Vais-te safando com os biscates e um dia arranjas o emprego ideal.
Pior é teres de aturar o "mete nojo".
Que situação irritante.

Ana disse...

Ai tu nem me fales nisso, eu cada vez lhe tenho mais pó! E é daquele pó que não sei nem com Pronto. :D

Mia disse...

Não estas sozinha nessa luta! Basicamente tb faço as lidas domesticas todo o santo dia.. ja enjoa! *

Asiram disse...

estou aqui a torcer por ti espero que consigas superar isso tudo :)

Ana disse...

Obrigada meninas, eu sei que vocês me compreendem! lol

dinona disse...

Eu sei que é complicado, mas isso não vai ser sempre assim, mais tarde ou mais cedo vais acabar por arranjar um emprego e vais seguir a tua vida!