domingo, 27 de novembro de 2011

Dis que num sabem escrever

É chocante a maneira como os adolescentes de hoje em dia escrevem. Eu comecei a reparar mais nisso desde que o irmão do Caixote, um puto de 15 anos, me mostrou mensagens dele para amigos e dos amigos para ele no telemóvel. Aquilo foi coisa para me deixar boquiaberto porque eu nunca, nem nos meus piores pesadelos, imaginei que se pudesse escrever:

- também = taobem
- perguntou = preguntou
- enterraste-te = enterastete
- enterrei-me = interrei-me o caralh*
- inteligência = intelegencia
- rosas = rozas

Isto tudo foi lido só na secção de comentários de uma foto de uma amiguinha deles. É tanta asneira, a expressão que mais se lê é "tipo, OMG" e escrevem tão, mas tão mal que se fossem meus filhos levavam uma carga de porrada e obrigava-os a ler uma hora todas as noites antes de dormir, porque é quando se retém mais informação. Santa ignorância!

7 comentários:

Petra disse...

parece um código manhoso de bandidagem! credo!

L* disse...

Ainda ontem falava sobre isto...irrita-me ler coisas destas!
E é estúpido quando respondem "oh isto é só por mensagem/facebook, eu não costumo escrever assim"! Então se não escrevem sempre assim, para que raio se fazem passar por estúpidos?! Nem sei o que é pior: saber escrever bem mas escrever mal só porque sim, ou escrever mal achando que é assim que se escreve!
**

NI disse...

Se fossem só os adolescentes.

No outro dia veio parar às minhas mãos um parecer feito por uma colega em que descobri em três simples páginas sete erros ortográficos graves(estamos a falar de alguém com a licenciatura em direito). Como é possível darem a licenciatura a alguém que não sabe escrever a língua materna?

Beijo

Ana Sá disse...

Pois meninas, não sei... é grave e para mim é sempre sinónimo de burrice. Uma pessoa que não sabe escrever direito, para mim é sempre desinteressante.

Katie disse...

Credo, mas como é possível??Fico chocada completamente, e concordo contigo, acho que ler ajuda bastante, e só lhe faz bem!
Beijinho Virado do Avesso*

Cláudia disse...

é triste.mas eles acham que são os maiores e que quem usa "palavras caras" (este é um conceito que me deixa muito melindrada) está "bué fora"...

muito triste.

Ana Sá disse...

O problema é que, eu não sei, mas os pais não os verão escrever?!