segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Do amor.


Eu e o Caixote temos andado assim meio chateados. Isto de ter a loja gera muitas preocupações, põe-me muito stressada e acabo por chegar a casa sempre irritada, tensa e nervosa. Mas só hoje percebi como ele estava a ficar afectado com a minha frieza. E eu sabia que andávamos meio mal, mas deixei andar porque pensei que era só mais uma briga. Mas ele hoje estava enterrado no sofá da nossa loja, a olhar para o chão, depois começou a andar às voltas, à noite quando fomos passear a cadela começamos a falar disso e ele agarrou-se a mim e o meu mundo parou e disse-me "Calma Caixa, tem calma. Vocês gostam um do outro, o que importa agora é isso, põe a loja de lado e esquece-a". E ficamos assim, abraçados com a cadela na trela, no meio da relva, e ficamos bem. Bastou isso para os olhos dele mudarem radicalmente, e os meus também.

Pelo caminho, para a cena romântica ser perfeita, acho que pisei uma trufa de cão.

6 comentários:

Turista disse...

Querida Caixa, por vezes basta parar um pouco e olhar nos olhos do outro, para tudo se resolver. Ainda bem que o fizeram. :)

Sílvia disse...

E olha que um abraço às vezes tem apenas e só o condão de nos acalmar e é muito bom. Quando fico chata, irritada e com um humor de cão, ele abraça-me e pronto, fico logo melhor...

O Ramalhete disse...

O adiamento expande a distância.

GATA disse...

Tão queridos! :-)

Eu, quando estou com a neura, fico brava, pelo que o melhor é deixar-me em paz... Depois a nuvem passa e e eu fico mansa. :-)

Ana Sá disse...

AhAhAh Gata, tal e qual eu! Infelizmente estou muitas vezes brava, digamos que tenho um feitio especial... ;-)

Mas sim, estamos bem, agora é só love. lol

Dark angel disse...

Tadinho dele. Acho que nós, as mulheres, reagimos pior ao stress... sei lá, deve ser uma questão hormonal...
Mas depois ter estes momentos compensa a desgraça, dá aquela sensação fantástica de "ele é mesmo a minha pessoa preferida e só com ele é que tudo faz sentido" e pronto. Lá se vai o stress :) e tudo faz o mais pleno sentido.
Beijinho!