quinta-feira, 3 de março de 2011

Tudo na mesma.

Justificar completamenteA entrevista desta tarde foi, como se costuma dizer, curta e grossa. Das duas uma: ou me adoraram ou me detestaram, porque estive lá dois minutos e saí, enquanto as outras candidatas demoraram muito mais. Acho que foi por eu já ter muita experiência em shopping, por isso calculo que seja positivo... Apesar disso, e apesar de não terem dado informações praticamente nenhumas, aquilo não me pareceu grande espiga. E onde é que já se viu ter de ir a Viana a Lisboa uns dias para aprender a dobrar ou arrumar (literalmente) cuecas e soutiens e afins? Mas que grande disparate! Enfim, para a semana já sei se passei à 2ª fase de entrevistas ou não.
Nos entretantos, amanhã tenho a 2ª fase de entrevistas do emprego em que deposito maior esperança neste momento. Também é numa loja, mas não é de cuecas, é de decoração. Grande diferença...
Quanto ao do escritório, o caralh* do dono da empresa não estava novamente no escritório. Já nem sei o que pensar quanto àquilo, cheira-me que não vai dar em nada, mas amanhã de manhã vou passar lá de novo para apertar com ele...

De modos que está tudo na mesma, como a lesma!

Agora vou ali escolher o meu look para a entrevista de amanhã, que uma pessoa tem de ir giríssima para estas coisas... embora depois vá andar de bata. :D O que mais me entristece nisto de trabalhar nestas lojas é que nem podemos andar com as nossas roupinhas normais, coitadas.

6 comentários:

Fresco_e_Fofo disse...

Essa história de teres de vir a Lisboa aprender a dobrar cuecas, é porque os tipos pensam que por Viana ser na província, as pessoas ainda vivem no século XVIII e nesse tempo as mulheres do povo nem sabiam o que era cuecas eheheh.
Estou a gozar mas ainda me lembro da minha avó materna, que era dos lados de Castelo Branco (morreu em 1975, com 98 anos) e quando vinha cá a baixo, à minha terra, encostava-se à pocilga do porco e mijava em pé.
Eu tinha os meus 6 anos e achava aquilo esquisito. Parecia uma burra a mijar eheheh.

Ana disse...

AhAhAh Tá calado que ainda há quem faça disso, deus me livre e guarde!

Kara de Ku disse...

Convém ter boa apresentação. E se a loja for de cuecas de homem, se fores gira vendes a cuecada toda no primeiro dia lol.

Ana disse...

Ora bem, é mesmo isso... ;) lol

Teresa disse...

Pois, também acho que é muito triste não podermos andar com as nossas roupas mas se bem que em algumas pessoas até lhes faz muito bem andar de bata!

Ana disse...

AhAhAh Também é uma verdade Teresa, lá isso é! E eu não me importo de andar, desde que por baixo pudesse vestir-me normal, mas não... invariavelmente temos de estar de preto. :-/